traição, Traição é crime? Saiba qual a punição para infidelidade

Traição é crime? Saiba qual a punição para infidelidade

 

Trair a confiança do (a) parceiro (a), cometendo adultério, já foi considerado crime. A punição que constava no código penal brasileiro, era a detenção do “traidor” por um período que variava de 15 dias a 6 meses. Já não é mais assim. Apesar de haver inúmeros casos de traição correndo nos Tribunais de Justiça do país, o tipo de condenação a que se recorre é a indenização por danos morais. No entanto, por mais simples que pareça comprovar uma traição, o pedido de indenização só é válido quando é possível comprovar que a pessoa traída passou por vexames, como por exemplo: agressões físicas, agressões verbais e humilhação pública.

Quanto tempo demora o processo de indenização?

Geralmente, o tempo desse tipo de processo demora entre um e três anos, sendo que, se houver acordo entre os envolvidos, o tempo pode ser menor.

Qual o valor da indenização?

Cada caso é um caso. Cada juiz é um juiz. Portanto, vai da análise de cada um para mensurar o valor referente indenização da pessoa traída.

Fique atento (a) aos sinais

Antes de chegar às vias de fato de uma traição, é possível observar algumas situações que caracterizam o desgaste do relacionamento. A desconfiança é uma delas. Já falamos sobre isso aqui. Saiba quais são os principais sinais e veja se você se identifica.

Mesmo tendo ficado claro que traição não é crime, podemos dizer que é um assunto polêmico entre os tribunais do país, pois ao mesmo tempo em que o Poder Judiciário já concedeu o direito à reparação em casos específicos, a infidelidade em si, não acarreta o dever de indenização. O ideal? É que você procure um advogado para avaliar o seu caso e te orientar.