como encontrar pessoas desaparecidas, Saiba agora como encontrar pessoas desaparecidas

Saiba agora como encontrar pessoas desaparecidas

O desaparecimento de uma pessoa gera desespero e insegurança em seus familiares e amigos. Nada pode ser mais doloroso do que a incerteza do que aconteceu com ela. As hipóteses são muitas e a espera por sua volta parece interminável, então saiba agora como agir nessa situação e como encontrar pessoas desaparecidas.

Estatísticas de desaparecimentos no país

O número é chocante. Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil registrou 8 desaparecimentos por hora, totalizando 693 mil casos, nos últimos 10 anos; sendo São Paulo a cidade que lidera as estatísticas. E como o desaparecimento não é considerado um crime – a não ser que se suspeite de algum delito envolvido, por exemplo, homicídio ou sequestro – não há investigação; é feito apenas um boletim de ocorrência.

A lei só obriga que se investigue os casos do desaparecimento de crianças e adolescente até 18 anos e pessoas com transtorno mental, mas, segundo a promotoria, somente crianças desaparecidas com até 12 anos são investigadas.

Causas que levam pessoas a desaparecerem

As causas podem ser várias e, entre as mais comuns, estão: conflitos com a família, frustração emocional, acidente, envolvimento com crime organizado e sequestro.

O que fazer ao perceber que alguém desapareceu?

De imediato: procure nos arredores e fale com parentes e amigos

Às vezes, a dificuldade em contatar alguém por muitas horas seguidas ou até dias pode nos levar a pensar que algo grave aconteceu. Então se ela continuar sumida, mesmo depois de procurar nos lugares que ela costuma frequentar e perguntar aos familiares e amigos mais próximos, a atitude mais sensata é fazer um boletim de ocorrência.

Abra um boletim de ocorrência, assim que o desaparecimento for confirmado

Ao contrário do que muita gente pensa, é importante que se faça o registro imediato e não somente após 48 horas. Afinal, a chance de encontrar alguém nas primeiras horas é muito maior.

O problema é que uma investigação dessa pode levar meses, até mesmo anos. A maioria dos estados ainda não cumprem a Lei estadual de 2014 que determina a criação de um banco de dados e a integração dos órgãos públicos, para cruzar dados de pessoas desaparecidas. Ou seja, uma pessoa registrada como desaparecida pode ser a mesma registrada como falecida em algum hospital, sem que a família saiba, e o caso não é encerrado.

Antecipe a espera: contrate ajuda profissional

Um detetive particular sabe bem como encontrar pessoas desaparecidas. Ele é o profissional ideal para ir atrás de pistas e ajudar nesse tipo de caso. Normalmente, ele colhe o máximo de informações com os familiares, além das pessoas que viram o suposto desaparecido pela última vez, e começa a procurar algum registro nas localidades mais próximas.

A astúcia e a experiência em investigação do detetive garantem uma busca muito mais certeira e ágil. É por isso que muitas pessoas recorrem a esse tipo de profissional para encontrarem seus entes queridos.

Referências:

https://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/brasil-registra-8-desaparecimentos-por-hora-nos-ultimos-10-anos-diz-estudo-inedito.ghtml